terça-feira, 8 de julho de 2008

Como gravar melhor e gastar menos


Leonardo Magno Sampaio

Curitiba, PR - 2008


1. Introdução

O segredo é muito simples: saber de antemão exatamente o que será feito no estúdio de gravação para que gaste menos tempo para alcançar o resultado desejado, pois o estúdio cobra por hora e é bem caro. O nome deste processo é pré-produção.
Existe um profissional especializado nisso: o produtor musical. Uma banda obtém melhores resultados e gera menores custos quando conta com o apoio de um bom produtor musical.
Vou explicar melhor como isso acontece.


2. Pré-produção

A pré-produção é uma etapa muito importante de qualquer gravação. Pode-se pensar nela como um ensaio da gravação. Da mesma forma que é necessário ensaiar antes de fazer um show, é preciso treinar e testar aquilo que será feito na gravação, para na hora fazer mais rápido e melhor.
Muitas vezes, só quando chega ao estúdio de gravação a banda conhece um produtor musical e vai fazer sua pré-produção. Aí é tarde – já estará pagando preço de gravação para fazer a pré-produção, e por isso não vai ter tanto tempo disponível quanto precisaria até testar todos os timbres, variações, efeitos, partes, letras, instrumentos, etc. Perde qualidade e dinheiro, pois não poderá experimentar tudo que desejaria e mesmo assim gastará muito tempo de estúdio.
A pré-produção é o momento de analisar as músicas. Seus elementos, ritmo, harmonia, instrumentação, melodia, efeitos, músicos convidados, técnicas de microfonação, timbres, samples, etc. Durante a pré-produção vamos separar as coisas – o que realmente faz parte da música, e o que foi uma idéia que não deve seguir adiante. Analisaremos cuidadosamente todos os sons que aparecerão na gravação. Ensaiaremos tudo, para que durante a gravação o músico consiga tocar “de primeira”, não precisando gastar tempo regravando. Assim, em alguns casos, uma música de 5 minutos pode exigir 5 minutos de tempo de gravação! Não é uma economia formidável ?
Vamos por exemplo gravar o guitarrista, durante a pré-produção, de várias formas. Depois, ouvindo, vamos analisar se o timbre fica melhor quando utilizamos 1, 2 ou 3 microfones, ou algum sinal de linha, ou quando fazemos uma pré-mixagem com todos... Testaremos com mais ambiência ou menos, com mais reverb ou menos, com diversos efeitos... Até que o timbre esteja muito bom (só ficará perfeito no estúdio de gravação).
Além disso, o músico vai ouvir seu resultado e talvez perceba coisas as quais pode melhorar, partes que não estão combinando bem com a música, etc. Geralmente quando estamos tocando não percebemos algumas coisas, por não estarmos concentrados somente em ouvir, e sim principalmente em tocar.
O vocalista também passará por um processo semelhante – vai cantar e gravar a música, depois ouvindo, se preferir junto com a banda e o produtor, vai fazer anotações sobre cada trecho – anotações referentes à entonação, timbre, afinação, contorno melódico, ritmo, métrica. Vai notar que se em determinado momento cantar com mais “voz de peito” conseguirá um efeito “humano”, um calor, necessário àquele momento. Observará também que em outro momento precisará usar “voz de queixo” para conseguir a agressividade que buscava ressaltar naquele momento. Vai testar cantar em diferentes distâncias do microfone – pois há o efeito de proximidade, que deixa o som mais grave quando cantado mais próximo ao microfone – e testará diversas distâncias em cada momento da música, para decidir como ficará melhor. Analisará se em determinada frase, combina melhor uma tercina ou uma síncopa. E construirá um “mapa” da música, que será usado como guia para a gravação definitiva. Sem precisar pagar estúdio de gravação para fazer esses testes.
Um processo semelhante será feito para todos os instrumentos e músicos.
A pré-produção pode ser feita no lugar onde a banda ensaia. Por já estarem acostumados com a acústica e o equipamento, fica até mais fácil do que escolher outro lugar. Não é preciso pagar estúdio de gravação para fazer pré-produção.
Também não é preciso gravar a “faixa-guia” no estúdio de gravação. Pode muito bem gravar uma guia durante a pré-produção, tendo muito mais tempo pra faze-la com cuidado redobrado, especialmente quanto à afinação, tempo e dinâmicas.


3. Produtor musical

O produtor pode desempenhar vários papéis. Às vezes a banda não consegue transformar uma idéia em som, às vezes não conhece conceitos psicoacústicos para entender como seu som será percebido, às vezes precisa de um prospecto mercadológico para criar um “produto que venda”.
Em qualquer das opções, o produtor vai sempre ouvir a banda de forma holística, ou seja, como um todo. Sem privilegiar ninguém, irá somente desempenhar ações que façam bem à música, ao resultado final. Ele orienta o grupo nas questões que lhe dizem respeito, e também pode ser o porta-voz da banda ao falar com engenheiro de gravação, de mixagem, produtor de palco, técnico de sonorização. Torna-se mais fácil a comunicação técnica quando se entende detalhadamente como funciona cada um dos processos sonoros, tais como acústica, microfonação, conversão analógico-digital, gravação, efeitos, equalização.
Um bom produtor musical, junto com uma boa banda, consegue fazer um disco excelente mesmo que precisem gravar em um estúdio barato e ruim. De nada adianta possuir um microfone de 4 mil reais se não sabe posicioná-lo corretamente; E, se a banda não tem produtor, ela provavelmente vai chegar ao estúdio sem saber qual será o posicionamento desejado do microfone. Como o engenheiro responsável pelo estúdio ainda não conhece a banda , ele vai precisar fazer testes – cobrando preço de gravação para fazer uma pré-produção. Além disso, como o tempo será escasso, dependendo da verba disponível, chegará próximo mas talvez não consiga exatamente o som que a banda busca.
Chegando no estúdio de gravação, os músicos vão pra um lado e o engenheiro de gravação para o outro da janela acústica. E quem vai mostrar ao engenheiro tudo aquilo que foi cuidadosamente planejado? O engenheiro caiu de pára-quedas – ele ainda não conhece as músicas que serão gravadas, e muitas vezes não conhece sequer a banda ou os músicos que gravarão. Os músicos estarão ocupados tocando, e se pararem pra falar, gastarão mais tempo e pagarão mais caro. Por isso é importante a presença do produtor musical – ele cuidará para que o “script” seja seguido, e que o resultado sonoro seja exatamente o planejado. É a ponte entre os músicos e o estúdio. Se a banda não tem um produtor musical, o engenheiro ou produtor do estúdio de gravação vai precisar fazer tudo começando do zero.
E se a banda não tiver um produtor, não sairá mais barato? Podem argumentar que talvez esse valor pago para o produtor seja uma despesa a mais. Aí depende do produtor e da banda! Algumas bandas já se auto-produzem. Se a banda tem membros que possuem o conhecimento necessário, e além disso conseguem “ouvir o todo” e não somente a si mesmos, então talvez realmente não precisem de produtor. E se o produtor não faz nada, ou não tem tanto conhecimento quanto a banda, é claro que ele será somente uma despesa a mais! Mas se ele está sempre trabalhando, ajudando a buscar timbres, mostrando os defeitos e soluções, poupando o tempo dos músicos, gravando as pré-produções com qualidade... aí com certeza ele estará poupando tempo no estúdio de gravação!


4. Produção

Agora a banda vai fazer no estúdio de gravação aquilo que treinou, com acústica impecável e equipamentos topo de linha, ou mesmo equipamentos únicos, de fabricação artesanal.
O produtor musical vai tratar de achar a sonoridade que foi almejada durante a pré-produção, em cada detalhe: deixar o microfone da guitarra reto ou inclinado, colocar ou não um compressor, com regulagem X ou Y, gravar as vozes falando próximo ou longe do microfone, gravar a bateria com poucos ou muitos microfones, etc. Durante a pré-produção já ficou decidido que a parte A terá um ritmo X, contrastando com o refrão onde entra um instrumento Y fazendo uma parte Z – então depois de gravar o primeiro “take”, a banda vai ficar satisfeita com o resultado, ao invés de pensar “putz, agora que ouvi gravado, penso que poderia tocar diferente tal parte”. Aquela parte que estava desafinada, agora está perfeita, pois foi praticada e ouvida várias vezes durante a pré-produção.
Agora é hora de “chegar e tocar, acertando de primeira”. Acertando o timbre, acertando o ritmo, a afinação, a melodia, a empolgação, tudo.
Alguns cuidados devem ser tomados para não se perderem sessões inteiras de gravação. Por exemplo, não convém gravar vozes de manhã, quando a garganta ainda não está aquecida. Aliás, a presença de um preparador vocal pode ser extremamente proveitosa! Não devem gravar se o músico está doente, com lesões que impeçam seu total rendimento, ou de ressaca. Melhor deixar pra outro dia!
Os músicos podem se alongar e aquecer fora do estúdio, logo antes de entrar. Ou preferem pagar 50 ou 100 reais por hora pra fazer seus alongamentos?
Algumas partes podem também ser produzidas fora do estúdio, tais como samples e instrumentos que serão gravados em linha. Mas somente em alguns casos! Pois inúmeros fatores podem alterar a decisão – qualidade dos equipamentos do estúdio vs qualidade do equipamento do músico, necessidade de uma sala com acústica de gravação, necessidade de gravar em um ambiente aberto, ou ambiente com acústica diferente da do estúdio de gravação, aplicação de efeitos que não dependem de equipamentos ou estúdio, etc.
E depois da gravação? Vem a mixagem e a masterização. Durante esses processos, não é utilizada nenhuma sala além da técnica, nenhum microfone, nenhum amplificador... Então pra que pagar o preço de um estúdio completo, para usar apenas os equipamentos de mixagem? Já pensou que um estúdio pode se especializar em mixagem, e ao invés de gastar 500 mil reais em equipamentos de captação que não ajudarão em nada a mixagem, podem gastar 500 mil em equipamentos de mixagem?
Não precisamos fazer a mixagem e a masterização no mesmo estúdio onde gravamos. Podemos gastar muito menos com esses processos, sem perda alguma de qualidade. A menos que o estúdio de gravação dê as horas de mixagem de brinde, o que dificilmente acontece. Ou então gastar a mesma coisa mas usar um estúdio mais adequado para a função. Tanto a acústica quanto os equipamentos de uma sala de masterização são diferentes dos de uma sala de mixagem.


5. Conclusão

O processo de gravação deve ser cuidadosamente analisado e planejado antes de começarem a pagar os caríssimos estúdios. Para isso deve ser feita uma pré-produção, se necessário acompanhada de um produtor musical. Seu bolso e seus ouvidos agradecerão!.

9 comentários:

brunopossidonio disse...

Olá Leonardo, sou o administrador e fundador do Comunica!.

Gostei dos seus textos, me adiciona no msn para conversarmos melhor, gostaria de tê-lo em minha equipe.

bruno@branet.com.br

Abraços

Bruno Barbosa disse...

Show de bola o texto...
me esclareceu bem a duvida sobre qual era exatamente o trabalho do produtor.
Quando eu for gravar vou pedir uns conselhos..hehe

parabens..falou!

Leonardo Magno Sampaio disse...

Valeu, Bruno Barbosa!
Peça conselhos aqui no blog, com certeza vou te ajudar!

Bruno Possidonio, já te adicionei, vamos conversar!

Anónimo disse...

Alguém aqui trabalha com o The Grand2 e o Orquestral {plugins}no NUENDO????

Leonardo Magno Sampaio disse...

Eu lido um pouco com o orchestral no nuendo, posso ajudar ?

Camila disse...

ola,
gostei muito do texto e gostaria de saber quanto um produtor cobra para fazer o trabalho de pre- produçao.

abraço.

Leonardo Magno Sampaio disse...

Isso varia muito de projeto pra projeto, de região pra região, de produtor pra produtor.
Pra você saber de verdade, só pedindo orçamento para uns 5 produtores diferentes na sua região.

Zailda Benjamim disse...

Primeiramente gostei muito do seu bolgg .Gostaria de sabe qual é a diferença entre produção musical e produção sonora?

Anónimo disse...

[url=http://www.ganar-dinero-ya.com][img]http://www.ganar-dinero-ya.com/ganardinero.jpg[/img][/url]
[b]Necesitas ganar dinero y no sabes que hacer[/b]
Hemos hallado la mejor guia en internet de como trabajar en casa. Como fue de interes para nosotros, tambien les puede ser de interes para ustedes. No son solo formas de ganar dinero con su pagina web, hay todo tipo de metodos de ganar dinero en internet...
[b][url=http://www.ganar-dinero-ya.com][img]http://www.ganar-dinero-ya.com/dinero.jpg[/img][/url]Te recomendamos entrar a [url=http://www.ganar-dinero-ya.com/]Ganar dinero desde casa[/url][url=http://www.ganar-dinero-ya.com][img]http://www.ganar-dinero-ya.com/dinero.jpg[/img][/url][/b]